Skip to content
Água Mineral
O Estado do Rio de Janeiro é o quarto produtor nacional e apresenta um consumo per capita de 28 litros/habitante/ano, para uma demanda anual de 400 milhões de litros, dos quais 250 milhões são produzidos por 25 empresas, a uma taxa anual de incremento da produção de 30%. O setor movimenta R$ 20 milhões/ano em vendas, com 900 empregos diretos e 3 mil indiretos. 
Em 2002 as unidades atuais permaneceram em expansão e em processo de modernização, visando atender aos rígidos padrões sanitários para o produto, além de registrar a entrada de 6 novas fontes em 2002/2003, que vem contando com o apoio institucional da SEINPE/DRM-RJ.

Em 2002 as unidades atuais permaneceram em expansão e em processo de modernização, visando atender aos rígidos padrões sanitários para o produto, além de registrar a entrada de 6 novas fontes em 2002/2003, que vem contando com o apoio institucional da SEINPE/DRM-RJ. 

O Governo do Estado está empenhado em melhorar a qualidade do produto oferecido à população e promover a integração das ações fiscalizadoras, visando embasar o crescimento da indústria fluminense, baseada na produção em garrafões de 20 litros (90,3 % das empresas envasam garrafões), ainda um ponto fraco quanto ao perigo de contaminação. 

O DRM-RJ participa, como convidado, do Fórum Empresarial de Águas Minerais da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro - FIRJAN, tendo lançado, em março, o livro “Águas Minerais do Estado do Rio de Janeiro - 2002”, apresentando o perfil atualizado do setor, com apoio da FIRJAN e FAPERJ.

O processo de ampliação do setor produtivo e lançamento de novos produtos continua sendo acompanhado pelo DRM-RJ em 2002 e são aqui destacados os principais textos e produtos da equipe do DRM-RJ.

Filtro     Exibir # 
# Título do Artigo
1 Água Mineral no Estado do Rio de Janeiro
 

Acesso Rápido

Siga-nos em nossas redes sociais